domingo, 5 de dezembro de 2010

o dia em que ela descobriu as passas

ela estava ali.
o alimento, em grande número, enrugado e escuro sobre sua mão.
evitou olhar de perto, aproximou, abriu a boca.
sorveu-as.
mastigou e achou diferente, de um seco úmido.
fez cara feia porém engoliu.
já estava na idade de aprender a gostar de passas.
mas fígado e ovas, jamais! , pensou.

2 comentários:

...Evellyn... disse...

Realmente... fígado não desce!!!

clarissa campello disse...

muito bom! tbm tenho dificuldades com passas, e alcaparras etc.

Arquivo do blog