segunda-feira, 7 de maio de 2007

Numa tarde dessas...

Senti a angústia e fui pra praia.
Sentei, chorei, pensei, escrevi, fotografei.
O resultado está aqui:



Pés agitam-se na fresca areia.
O escuro do esmalte ora surge por entre flocos cinzas tão finos.
Uma nuvem sozinha cobre o topo do Corcovado e aos poucos vai se modelando em dragão...uma vovó dragão!
Do outro lado, observo:
Um barco a vela que se vai, rápido;
A cidade aos pés do Cristo - que parece estancado, inerte, de tão cinza;
O sol que através da lente pinta um rosa assim degradé no céu enquanto se põe...
E tantos andares me circulando. Cada quadradinho, uma vida, seus problemas, incertezas e tristezas. O cotidiano maçante, as crianças que voltam do colégio, a maçã que a boca morde, tv e cama.
E me volto a mim.
O que vale? O que realmente vale na minha vida? O que eu dou valor e acho prazeroso para mim?
Pelo quê posso me dar ao luxo de chorar?
E sorrir?
O mar agitado parece querer engolir meu corpo, pés, bolsa, com alma e tudo. Assusta.
Mas a espuma é tão branca...
E um raio de luz, escondidinho no meio da espessa nuvem que anuncia chuva, me diz:
_ Aline, é preciso seguir.
E fim.


21 de março de 2007
Final de tarde na Praia de Icaraí.

4 comentários:

Aline Miranda disse...

"porque minha melhor companhia sou eu"

GiGi disse...

oh meu Deus, que coisa bonita, menina! Gsotei muito! Da foto e dos escritos! =) Qndo eu crescer quero ser que nem vc! hahahahaha...bejins

shoemate disse...

Benvinda ao blogspot, novas bagatelas!

isabel disse...

ois !! Eu lí esse seu texto !!Menina q lindo !! Tem gente q nasce com voz de veludo, outros possuem um ouvido absoluto, mas vc nasceu com o dom que ,para mim, é um dos mais incírveis!! Vc veio poeta! escreve maravilhosamente , naturalmente e simpismente BEM!!
beijos de quem comprará muitos livros seus!
bela

Arquivo do blog