sábado, 1 de agosto de 2009

borboleta em momento periclitante


Ela entra, rompe as paredes do quarto. Estava cheia de suspiros.

3 comentários:

Giselle Veiga disse...

lindinha...saudadeca de vc!
=)

Sikittas disse...

poucas mas sábias palavras....

fred girauta disse...

bonito Aline!
vc conhece os minicontos do Dalton Trevisan?
Lembrei-me deles quando li sua frase lúcida e sintética.
abraço!

dá um pulo no meu blog: http://triagem.blogspot.com

Arquivo do blog